Notícias

No dia nacional do doador, hemocentros reforçam importância do ato que salva vidas

Por Aline Campolina/Itatiaia , 25/11/2019 às 09:11

Texto:

Foto: Camila Souza / Divulgação
Camila Souza / Divulgação

Com 16 a cada mil habitantes doadores de sangue, o Brasil está dentro dos parâmetros preconizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O percentual corresponde a 1,6% da população brasileira. O órgão recomenda que 1% a 3% dos habitantes de cada país sejam doadores.

De acordo com o Ministério da Saúde, apesar de o país estar dentro do recomendável pela OMS, é preciso promover ações que estimulam a doação voluntária para manutenção dos estoques de sangue. E nesta segunda-feira (25), Dia Nacional do Doador de Sangue, os hemocentros reforçam o pedido para que os doadores procurem uma unidade mais próxima e façam o ato solidário.

“Claro que nós temos momentos de sazonalidade no comparecimento dos doadores próximo a feriados prolongados e férias escolares. Então essa presença cai e fica aqui o nosso apelo à população para que, antes de viajar e de curtir os momentos de lazer, compareça à Fundação Hemominas e faça uma doação de sangue”, explica Viviane Guerra, Gerente de Captação e Cadastro da Fundação Hemominas.

Neste momento, o banco de sangue da Fundação está em queda para os estoques dos grupos sanguíneos negativos, principalmente para O negativo, que é considerado doador universal.  “Para doar você deve ter e estar com boa saúde, ter entre 16 e 69 anos (os jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados do responsável legal ou portando autorização do mesmo), pesar mais de 50 quilos, não estar em jejum e portar um documento com foto”, detalha Viviane.

Diego Henrique de Souza, 27 anos, professor de Muay Thayi, é voluntário e diz que doa sangue pelo menos 3 vezes ao ano. “É muito importante porque eu já tive o caso do meu pai que precisou de doador e não achava. Então eu sei muito bem o que é isso e o quanto isso é importante”, diz Diego.

No Brasil, em 2017, foram coletadas 3,4 milhões de bolsas de sangue e realizadas 2,8 milhões de transfusões de sangue. Estima-se que 34% dessas doações de sangue correspondem à doação de reposição, aquela que o indivíduo doa para atender à necessidade de um paciente motivado pelo serviço, família ou amigos do receptor e; 66% correspondem à doação espontânea, de acordo com os dados do Ministério da Saúde.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link