Notícias

Cruzeiro vence Ponte Preta no Mineirão, espanta má fase e deixa zona de rebaixamento

Por Fábio Rocha, 30/09/2020 às 21:08
atualizado em: 01/10/2020 às 07:26

Texto:

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Com um futebol totalmente diferente em relação ao que vinha apresentando em 2020, o Cruzeiro reencontrou a vitória e deixou a zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Jogando com autoridade, a Raposa venceu a Ponte Preta por 3 a 0 nesta quarta-feira, no Mineirão, pela 12ª rodada, e deu um alento à torcida na briga para voltar à Série A em 2021.

Mais confiante, o time celeste estava “solto” em campo, criou várias chances, mandou duas bolas na trave e poderia ter saído do Mineirão com um placar mais dilatado.

Filipe Machado abriu o placar para a Raposa aos 13 minutos do primeiro tempo, em cobrança de falta. O time celeste ampliou ainda na etapa inicial. Aos 30, Matheus Pereira avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para trás achando Arthur Caíke, que bateu para o gol. O atacante cruzeirense ainda contou com o desvio no defensor da Ponte antes de a bola entrar. 

O time celeste ainda teve a oportunidade de virar o primeiro tempo com uma goleada a seu favor. De volta ao time na vaga de Marcelo Moreno, que foi para a reserva, Sassá ficou com a bola frente a frente com o goleiro da Ponte, após o time de Campinas sair jogando errado, mas o atacante errou a finalização chutando em cima de Ivan. Pouco depois, Arthur Caíke aproveitou cruzamento da esquerda, mas cabeceou no travessão.

Na etapa final, o goleiro Ivan também colaborou para o Cruzeiro não ter goleado. Primeiro, o camisa 1 da Ponte salvou com a ponta dos dedos o chute cruzado de Régis. Depois, defendeu um chute à queima roupa de Daniel Guedes, logo após Sassá carimbar a trave.

A pressão do Cruzeiro era imensa, mesmo já vencendo por 2 a 0. Atitude totalmente diferente do que já se viu na Série B, já que, antes, a equipe recuava quando estava à frente no placar.

A postura ofensiva do time deu resultado e o terceiro gol saiu. Da esquerda, Régis cruzou na medida para Manoel cabecear no cantinho, sem chances para Ivan.

Após duas derrotas seguidas, o Cruzeiro se reabilitou na Série B e pulou para a 15ª posição, com 11 pontos, e deixando a zona de rebaixamento. Já a Ponte Preta desperdiçou a chance de assumir a vice-liderança e se manteve na terceira posição, com 21 pontos.

Na próxima rodada, o Cruzeiro tentará dar sequência à reabilitação na Série B novamente contra uma equipe que está no G4. Desta vez, o compromisso será contra o líder Cuiabá, no sábado, às 22h, na Arena Pantanal. Também no sábado, mas às 19h, a Ponte Preta recebe o Juventude, no Moisés Lucarelli.

Cruzeiro 3 x 0 Ponte Preta

Cruzeiro: Fábio; Daniel Guedes, Ramon, Manoel e Matheus Pereira; Henrique (Rafael Luiz), Filipe Machado (Jadsom) e Régis; Arthur Caíke (Maurício), Airton (Caio Rosa) e Sassá (Marcelo Moreno). Técnico: Ney Franco

Ponte Preta: Ivan; Dawhan, Luizão, Wellington Carvalho (Alisson) e Ernandes (Guilherme Pato); Luís Oyama, Neto Moura (Danrley), João Paulo e Luan Dias (Guilherme Lazaroni); Bruno Rodrigues e Matheus Peixoto (Moisés). Técnico: João Brigatti

Motivo: 12ª rodada - Campeonato Brasileiro Série B
Data: 30 de setembro de 2020, quarta-feira, às 19h15
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Gols: Filipe Machado (13’/1º), Arthur Caíke (30’/1º), Manoel (32’/2º)

Cartão Amarelo: João Paulo, Wellington Carvalho (Ponte Preta); Airton (Cruzeiro)

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Auxiliares: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Wagner José da Silva (AL)

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    A pesquisa, que concentra o trabalho em 24 países latino-americanos e caribenhos e fornece um panorama abrangente da situação da conectividade rural na região, mostra que pelo...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Serão impressas neste ano 450 milhões de unidades da nota de R$ 200, o que representará um montante de R$ 90 bilhões aos cofres públicos. #Itatiaia

    Acessar Link