Notícias

Polícia investiga morte de bebê em berçário da Grande BH; local não tem autorização para funcionar

Por Redação , 06/12/2019 às 13:49
atualizado em: 06/12/2019 às 14:40

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Google Street Views
Google Street Views

A Polícia Civil investiga a morte de um bebê de 5 meses ocorrida na última terça-feira (3) em um berçário no bairro Conjunto Água Branca, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

De acordo com a Polícia Militar, a mulher que cuidava da criança a alimentou, aguardou que ela arrotasse e depois a colocou no berço. Quarenta minutos depois, quando a cuidadora voltou ao cômodo, o bebê estava pálido e com as mãos esbranquiçadas. 

O Samu foi acionado e a criança foi levada para a Unidade Básica de Saúde do bairro, mas sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu. A polícia trabalha com duas possíveis causas da morte: negligência da cuidadora ou a síndrome da morte súbita dos recém-nascidos. 

“Quem tem filhos muitas vezes já ouviu falar disso, e é uma causa significativa de morte de crianças de 0 a 6 meses. Não tem uma forma de prevenir ou se precaver quanto a essa síndrome. Eu dizer agora que houve negligência e descartar a síndrome, eu vou estar sendo irresponsável. E eu dizer o contrário, também”, explica a delegada Renata Lima.

Em nota, a Secretaria de Educação de Contagem informou que o local não tinha autorização para funcionar, e que o caso foi reportado ao Ministério Público de Minas Gerais. 

A Itatiaia tentou entrar em contato com a proprietária do berçário, mas ainda não obteve resposta. 
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O caseiro do local encontrou o corpo no quintal no momento em que iria fazer a limpeza da área e acionou a corporação. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️A decisão foi tomada após 13 profissionais do time do Triângulo Mineiro testarem positivo para covid-19. #Itatiaia

    Acessar Link